MUCUNA-PRETA

Mucuna aterrima Piper & Tracy

Planta de crescimento rasteiro e vigoroso, anual ou bianual, e de ampla adaptação, recomendada para adubação verde. Comprovada eficiência no controle da população de nematóides formadores de galhas disseminados no solo. De suas sementes obtém-se a substância L-Dopa, para produção de medicamentos; além disso, seu tegumento impermeável varia em percentagem de acordo com a idade; quanto mais novas, maior esse valor. Diante de valores elevados, é recomendada a escarificação por escaldadura ou por lixas.

Cultivar: a própria espécie botânica.

Época de semeadura: outubro a fevereiro.

Espaçamento e densidade de semeadura: 50 cm entre as linhas, empregando-se sete sementes por metro linear.

Sementes necessárias: 100 a 135 kg/ha.

Calagem e adubação: efetuar calagem, visando elevar o índice de saturação por bases a 60% e aplicar até 60 kg/ha de P2O5 e 0 a 30 kg/ha de K2O, no sulco de semeadura, conforme análise de solo. Nos sistemas de rotação de culturas, considerar eventual efeito residual de fertilizantes aplicados anteriormente.

Controle de plantas infestantes: até 40 dias após a semeadura, efetuar cultivos mecânicos.

Colheita: após 150 a 210 dias da semeadura, surgem as primeiras vagens; a fitomassa produzida pode, então, ser roçada ou deixada sobre o solo ou ainda incorporada por aração. Devido ao hábito de crescimento trepador, convém que a massa vegetal seja picada com grade antes da incorporação. A colheita de sementes deverá ser efetuada manualmente aos 180 a 240 dias após a semeadura, quando as vagens estiverem secas, pela coleta dos rácimos. Após secagem, as vagens passarão por trilhagem ou batedura. Retiradas as vagens, incorporar ao solo a cobertura vegetal da mucuna-preta.

Produtividade normal: 6 a 8 t/ha de matéria seca e 1.000 a 1.500 kg/ha de sementes.

Observações: para maior produtividade de sementes, semear a mucuna preta nas entrelinhas do milho, aos 40 a 50 dias após sua emergência. O milho amadurecido fornecerá suporte para que as plantas de mucuna, quando se produzirão inflorescências de maior comprimento, com grande número de vagens. A "quebra" do milho deve ocorrer antes que a mucuna apresente crescimento vegetativo vigoroso. A colheita do milho e da mucuna (com vagens secas) será manual e simultânea. Mediante colheita mecânica da cultura não tutorada, o rendimento de sementes é menor (600 kg/ha).

Fonte: IAC